Dash Dash

Que o gosto pela cerveja artesanal, no Brasil, se espalhou e intensificou muito mais nos últimos 15 anos, muita gente sabe.

Porém, você sabia que pra cerveja se tornar cada vez mais popular, se tornando quase símbolo nacional, a ação de abertura de cidades portuárias teve grande influência?

 

Pois é, antes disso a bebida predileta da maioria dos brasileiros era o vinho. Se não fossem pelos portos e pelo aumento da exportação, a cerveja britânica nunca teria caído no gosto do povo da época - e muita coisa seria diferente hoje.

 

A Cervejaria Dash é justamente de Paranaguá, cidade portuária do Paraná e, também, a mais antiga.

 

Sendo a responsável por explorar esse nicho pouco comum na cidade, a Dash procura constantemente surpreender sensorialmente e artisticamente em seus produtos.

 

E essa vontade de levar um mercado atípico para a “Mãe do Paraná” nasceu em 2015, após o falecimento do pai de um sócio, que foi um grande entusiasta da bebida. Isso foi o que deu motivação para seu filho aprofundar-se, estudar e conhecer o processo de fazer cerveja do início ao fim.

 

A homenagem vai longe e a Dash já está construindo uma fábrica, com previsão para operação em 2022. Seus rótulos principais são: Session IPA, Timebomb (Double New England IPA), Voodoo (RIS), Drunk Lover (American IPA), Pink Lemonhaze (Berliner Weiss).

 

Que história legal se desenvolveu através do amor pela cerveja artesanal e pelo ente querido, não é?

Ler mais

4 itens

por página
Definir Direção Decrescente
Ver como Grade Lista